Como virar MEI? Passo a passo fácil para ser Microempreendedor Individual

Quer ser o seu próprio chefe, obter uma renda extra ou até mesmo formalizar seu negócio? Então você deve abrir um MEI! As razões para trabalhar como Microempreendedor Individual são inúmeras e ainda podem trazer muitos benefícios.

Se você ainda tem dúvidas de como abrir uma empresa MEI, estamos aqui para ajudar você!

Abrir uma empresa MEI tem sido a solução que muitos brasileiros encontraram para conseguir aumentar a renda. Ter um negócio próprio é uma boa alternativa em tempos de alta taxa de desemprego. Ter um CNPJ como Microempreendedor Individual é muito fácil, no entanto, mesmo com o registro gratuito e diversas outras facilidades, é preciso seguir procedimentos e cumprir algumas obrigações. Para ajudar você nessa nova jornada como Microempreendedor Individual, preparamos um passo a passo fácil para você abrir seu MEI.

1º passo: Verifique as atividades permitidas

Para se enquadrar como MEI é preciso ter como “profissão” ou prestação de serviços algumas atividades que são permitidas pelo Governo. Clicando aqui, você verifica a lista completa das ocupações legalizadas.

2º passo: Confira se você atende as condições para ser MEI

Para se enquadrar na categoria de MEI, os requisitos exigidos são os seguintes:
  • Você pode contratar no máximo um empregado ou empregada, que receba o piso da categoria ou 1 salário mínimo;
  • Você não pode ser ou se tornar titular, sócio ou administrador de outra empresa
  • Não pode ter ou abrir filial
  • Poderá ter um faturamento anual de até R$81.000,00 por ano, ou proporcional* no ano de abertura
No ano de abertura, o limite será proporcional ao número de meses em que a empresa atuar, levando em consideração a média de faturamento de R$ 6.750,00 por mês. Por exemplo, se você se formalizar no mês de junho, o seu limite de faturamento, até? o final do ano, será de até R$ 47.250,00 (7 meses x R$ 6.750,00 por mês).

3º passo: Veja os documentos necessários

  • Dados pessoais: RG, dados de contato e endereço residencial;
  • Dados do seu negócio: tipo de ocupação, forma de atuação e local onde o negócio é realizado;
  • Senha de acesso ao Portal de Serviços do Governo Federal – gov.br
  • Possuir conta no gov.br no nível Prata ou Ouro;

4º passo: Formalize o seu cadastro como MEI

Agora você chegou ao momento tão esperado! Para realizar seu cadastro acesse o site Quero ser MEI, em seguida clique em “Formalize-se”. Você será levado a página de acesso ao site do Governo, faça o login usando o seu CPF e senha. Caso ainda não tenha conta, faça a sua selecionando “crie a sua conta”. Ao realizar o login, você estará no “Portal do empreendedorinscrição MEI”, em que terá um campo para inserir o número do recibo da sua última declaração do imposto de renda. Se você não tiver esse número em mãos, acesse o site da Receita Federal na área do e-CAC. Caso você não seja um declarante do imposto de renda, não tem problema!   Mais para frente o sistema vai pedir o seu título de eleitor. Em seguida, você será levado a uma tela preenchida com os seus dados, confira se está tudo certo. Se algum campo estiver em branco, preencha com os seus dados. O nome da pessoa não pode ser alterado, ele fica com seu nome de pessoa física, mas você pode criar um nome fantasia aqui mesmo se quiser, esse campo é opcional. No campo “Capital social” coloque o valor do capital que você tem para abrir o seu negócio. Em “Atividades” você deverá escolher a sua ocupação principal e até 5 atividades secundárias, se for preciso você poderá editar essas atividades depois. No campo “Forma de atuação” selecione todas as formas que o seu negócio irá atuar. Agora, você deverá preencher o endereço do seu negócio. Caso seu negócio não tenha um espaço físico você poderá usar o seu endereço residencial. Leia atentamente e aceite os termos de responsabilidade CNAE e clique em “continuar”. Você verá uma tela com todos os dados que você informou, confira novamente e se todos os campos estão corretos e clique em “confirmar”.

Pronto! O seu MEI está aberto.

Na tela será possível baixar o CCMEI (Comprovante da Condição do Microempreendedor Individual), em que consta o número do seu CNPJ. Simples não é mesmo? Oficializando-se como MEI, você terá a licença para exercer as suas atividades formalmente, de forma legalizada e com todas as vantagens do Microempreendedor Individual.

Veja também

recarga de celular no meu estabelecimento

Os benefícios de vender recarga de celular em seu estabelecimento

Os 10 erros mais comuns na hora de montar o próprio negócio. Como evitar?

Como aumentar a produtividade no seu negócio

O que fazer quando você quer empreender, mas não sabe por onde começar